Histórias de Kelly Chris e Dany Lorraine


A Kelly Chris está encanada.

Ontem a Kelly Chris deu uns beijinhos como não dava há muito tempo, questão de afinidade, questão de vontade, tesão, um monte de coisas boas misturadas, mas de repente, acha que tem algo estranho, parou para pensar, coisa de gente encanada e chegou a uma conclusão que a deixou com a pulga atrás da orelha.

 

Tudo que a Kelly Chris faz é intenso, aprendeu a ser assim e não sabe ser diferente, mas esse moço que a beija tão gostoso, que a faz suspirar, fez ela encanar e a não ser ela mesma, aconselham até: você encanou na pessoa errada para você.

O problema é que ela sempre foi teimosa.

 

Ele, na verdade, nem sei bem explicar, me atrai de tal forma que me surpreende. Não é a beleza, não é nem o jeito que ele fala, pois não fala muito, talvez o sorriso, talvez esse jeito, talvez as atitudes, talvez até a chatice! Era tudo para correr bem, as pessoas se experimentam, se curtem, se repetem, se extrapolam e se divertem, mas algo o prende e, ai a Kelly Chris não sente ele à vontade, e finge que está tudo bem, ela não entende nada e se encana.

 

-         Você advinha todas as coisas?

-         Claro... E fiz a mesma careta, que ele diz que gosta.

-         Então advinha o que eu estou pensando.

 

Sinceramente eu não tinha a mínima noção do que ele pensava naquela hora, poderia ter um desfecho bonito, caso eu não tivesse todo aquele ar de sorrisos e gargalhadas o tempo todo, brinquei disse que talvez ele pensasse em frango a passarinho só para eu não adivinhar, ele concordou para encurtar a história e, foi embora.

Depois Kelly Chris fez uma coisa e se arrependeu: o invadiu. Kelly Chris geralmente é extrapolada, ela é uma pessoa que sufoca, invade chutando a porta, mas dessa vez se arrependeu.

Por que?

Por que ela tinha quase certeza depois de um tempo matutando, que a conclusão era certa: que ele só pensava que as expectativas dele eram diferentes da dela, as expectativas tão discutidas depois dos primeiros beijos. Naquele momento, Kelly Chris explicou que as expectativas dela eram o que a situação demonstrava, que era prolongar os beijos, que era explorar a fundo aonde aquilo chegaria, pois ela tinha certeza que seria gostoso... O que ele disse era que ele ficaria com peso na consciência porque ele tinha alguém e que então era melhor parar, adiar... Ela concordou, porque vontades são só boas, combinadas quando são casadas e recíprocas.

 

E aí a Kelly Chris parou para achar uma solução, porque ela gosta do moço, resolveu contar a ele que ele não precisará mais ser ‘chatinho’ com ela, quando ela chamar para umas cervejas, serão só cervejas, quando ela brincar com ele serão só os sorrisos e assim tudo fica mais leve...

 

Claro, ainda evita frustrar-se.

E mais uma historinha românticas de Kelly Chris, ela não vai esquecer o sorriso dele, nem a espreguiçada. Risos.



Escrito por KC e DL às 15h05
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  Blog da Mieko
  Blog da Mari
  Blog da Sammia
  A gente gosta
  Também gosta
  Blog da Paty
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?