Histórias de Kelly Chris e Dany Lorraine


Abril - o mês do dia da mentira

Mentira! Eu não consegui ainda parar de pensar nele, não tive coragem de fazer nada das minhas pretendidas investidas em cobrar alguma posição sobre as intenções dele e, mesmo que eu nem  fale com ele, que eu tente desencanar, eu já encanei.

Ele é cheio de entrelinhas, cheio de mistérios, uma pessoa fechada, que eu já descobri que ele precisa muita mais de alguém do que essa superficial personalidade. Ele não quer ninguém em seus 10%, nem 30%, precisa ser 100%. Difícil compreender esse conceito? É muito simples: ele não gosta de alguém só por ser bonita, só por ser dedicada, só por ser legal, precisa ser uma pessoa inteira, completa.

Difícil ser tão transparente, todos nós vestimos máscaras e somos aquilo que queremos ser ou que esperam da gente, e é o que eu faço, fazia... Pra ele, tenho certeza, que não adianta fingir, sabem? Mas se ser é tão complicadooo, a gente tem tantos defeitos.

Estava conversando aqui com uma amiga, as pessoas no geral têm medo, o que a gente precisa fazer é tirar vantagem desse medo: fingir ser segura ou,como no meu caso, agir como esperam, afinal sempre fui meio louca ou sem freios... Ai só ajo de acordo, tudo normal, porque é o que esperam, enfim...

Ele? Ele é diferente. Ele é uma mentira dessa farsa de máscaras. Se fosse outro, eu simplesmente vestiria a cara de devoradora e o comeria, lamberia os dedos e não olharia para trás. Se fosse outro, eu vestiria a cara de difícil e não correria atrás da preguiça gostosa dele. Se fosse outro, eu ainda vestiria a cara de esnobe, de chata, de petulante e não imploraria por um pouquinho de colo, por umas palavrinhas, por uns beijos, uns amassos... Ai ai. Ele? Mas ele, ele me desarmou com a sua sinceridade. Despiu-me com o seu sorriso de verdade. Instiga-me a ser o que sou, a ter menos orgulho, a fingir que não sou má, com esse ar de descaso, que me seca... Ai ai.

Faz-me ser uma adolescente com borboletas no estômago, ansiosa. Faz eu ter vontade de ficar de espreita nas pontas dos pés, pra vê-lo entrar... Uma palhinha do sorriso dele (imaginar).

Será que ele tem noção de o quanto ele é charmoso? Quanto gostoso ele é? Como ele consegue mexer comigo?

Talvez.
Impressiono-me só que um sorriso bem dado não faz a uma pessoa... É. Eu espero o que precisar esperar.

E só para quebrar esse ar todo romântico melancólico agonizante (dramáático),lá vai a frase da noite:

Sexo é como truco, se você não tem um bom parceiro, é melhor ter uma boa mão.



Escrito por KC e DL às 23h42
[   ] [ envie esta mensagem ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  Blog da Mieko
  Blog da Mari
  Blog da Sammia
  A gente gosta
  Também gosta
  Blog da Paty
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?